infecção da coluna

infecção da coluna

Infecção da colunaAs infecções da coluna podem er agudas ou crónicas. As infecções agudas são mais frequentemente piogénicas enquanto as infecções crónicas podem ser secundárias a doença piogénica, fúngica ou granulomarosa.

A osteomielite vertebral representa 2% a 7% de todos os casos de osteomielite e é uma causa rara, mas significativa, de dor lombar. Metade dos doentes afectados têm mais de 50 anos e dois terços são homens.

A causa mais frequente é a infecção do tracto urinário, mas qualquer fonte de infecção (por ex., abcesso dentário, pneumonia) pode infectar a coluna. Doentes diabéticos e imunossuprimidos estão em maior risco

história

O sintoma de apresentação é uma dor lombar localizada que se agrava com a actividade e segurar em pesos. Os doentes frequentemente referem uma dor intensa que se alivia apenas quando se deitam. Em 60% dos doentes observam-se sinais radiculares e em 29% sinais medulares.

A febre, calafrios, cefaleias e doença sistémica estão presentes em graus variáveis. A infecção crónica associa-se muitas vezes com perda de peso e fadiga e são frequentes a febre e suores nocturnos.

exame objectivo

A dor é geralmente bem localizada e pode reproduzir-se por palpação ou percussão no nível atingido. Uma dor forte pode ser desencadeada apenas por mandar o doente sentar-se ou mudar de posições. Se existe colapso da vértebra, pode detectar-se cifose focal. Os sinais neurológicos devem ser cuidadosamente procurados.

exames diagnósticos

A VS (o exame mais sensível) está aumentada em 90% dos doentes com infecção e pode ser o único achado laboratorial anormal. O nível de proteína C-reactiva também está habitualmente elevado, mas 40% dos doentes com infecção tem um número de leucócitos normal.

Outros exames laboratoriais são tipicamente normais. Deve realizar-se uma prova tuberculínica, com controlos adequados, em doentes de risco (isto é, emigrantes de áreas com doença endémica) doentes imunossuprimidos, negros não hispânicos e doentes com exposição conhecida). Devem realizar-se hemoculturas em qualquer doente que tenha febre elevada, calafrios ou arrepios

imagiologia

Os achados radiológicos característicos de osteomielite não são evidentes durante, pelo menos, 4 a 8 semanas. O estreitamento do espaço intervertebral é o achado radiológico mais precoce e consistente, mas é inespecífico. A RMN é tão fiável e sensível como a cintigrafia (sensibilidade 96%, especificidade 93%, fiabilidade 94%), e permite distinguir a doença degenerativa e neoplásica da osteomielite vertebral. O abcesso epidural ocorre em 10% das infecções vertebrais) e, no entanto, a situação não é diagnosticada na avaliação inicial em 50% dos doentes afectados.

Os doentes referem inicialmente dor localizada na coluna, seguida de dor radicular, fraqueza e, por fim, paralisia. Em 12% a 30% dos doentes existe uma história de traumatismo a preceder a infecção. Os achados radiográficos são frequentemente equívocos e a RM é o exame indicado.

A sensibilidade da RMN é aumentada pela injecção de gadolinium.

  • CILENE SILVA

    eu ja tenho 35 anos,e venlho sofrendo com dor na coluna  desde meus 28 anos.ja fis fizelterapia,rox,utrasonografia,ja tomei varias emjeçao,e nada reslve .agora esto fassendo tomografia.mas mim pedirao para reprtir os emsames,mas eu simto muitas dores que tem hora que nao comcigo fica nem em per nem deitada tem hoira que trava tudo doi de mais. oque eu devo fasser?

    • ronaldo

      Primeiro você deve melhorar o seu português!

  • Osana batista de lima

    Estou com 33 anos e estou com os mesmo sintomas,ja fiz medicação na veia,injeções,os únicos remédios q/ fazem efeitos são os q/ contem morfina agora vou fazer uma ressonância,para ver se encontro o problema,não consigo parar muito tempo em pé,sinto muitas dores nas costas,não consigo se abaixar,parece q/ minhas pernas se travam e a dor aumenta,a minha vontade é só ficar deitada,mas não sei se é febre tenho muitos calafrios sera q/ pode ser infecção vertebral???gostaria muito q/ me ajudassem Obrigada 

  • Marciamoliveira1

    Boa tarde,meu pai tem 81 anos e ta acamado sente muita dor na coluna,ñ conseque ficar em pé,os médicos falaram q ele ta com uma inflamação na coluna,as dores alivia quando ele toma tramol, mas volta.ele tem q ir para um hospita para fazer exames mias completos e eu ñ consigo hospital,ñ quento mas ver meu pai sofrer me ajuda por favor.

  • Francisca dos santos da silvq

    Minha mãe tem 65 anos tem plobema de coluna muita alta da febre sente muita dor

  • Debora

    Tenho todos estes sintomas, já fiz tomo, ressonancia e deu hernia de disco, só que minha surpresa estou com a coluna L5 e C1 infeccionada devido a um tombo na escada que na hora não me pareceu nada grave, No momento estou indo em uma massoterapeuta porque estava travada na cama e na 1ª seçao ja sai da cama.Ainda não estou 100% pois estou tomando anti-inflamatório e aguardo o efeito dele para parar a dor aguda. Mas garanto que já estou 80% melhor. 
    Procurem um massoterapia com experiência.

  • Carlos Eduardo

    Tive esta doença a 4 anos atrás tenho 40 anos e hoje meu quadro jjá foi controlado mas as dores na coluna se tornaram cronicas só diminui se deito durante o dia, detalhe tenho 2 mt de altura e 110 kl . O que fazer para os peritos do inss acreditarem num quadro cronico de muita dor depois da doença.

  • Atomar

    Automar Sales Sabino.
    Tenho 43 anos desde os 31 anos tenho dor cronica na coluna lombar de pois de fazer manobra no convés de um navio da empresa em que eu trabalho TRANSPETRO levantando o cabo de reboque e puxando senti uma forte dor na nádega esquerda como se fosse uma furada ao me posicionar em pé perdi a registencia da perna esquerda e caí por não ter condições de me sustentar em pé, pela 2ª vês em 12/09/2008 de pois de fazer novamente manobra em outro navio senti a mesma dor na nádega esquerda perdendo a registencia foi ao medico no hospital porto dias / PA fiz uma RM quando confirmou o acidente de trabalho a traves deste exame foi diagnosticado CID 10 M 54.4 Lombociatalgia agudizada.Dr. Jonny Fabrício.
    Hoje me trato com Dr. Manoel Fonseca da clinorte / RN tratamento Infiltração na coluna, Fisioterapia, Acupuntura, medicamento, Arcoxia 90 mg Celebra 200 mg Mytedom 10 mg diagnostico CID 10 M 51.1.

  • Mari

    Tenho 22 anos, estou com a parte lombar esquerda muito inchada, e venho sentindo muita dor, tarefas de casa como lavar louça,varrer,passar pano na casa andam se tornando difíceis,mais mesmo com dor eu insisto. normalmente a dor alivia um pouco quando me deito. Caminhadas que eram prazerosas vem se tornando cada dia mais difíceis também. acima da parte lombar/ pulmão ando sentindo dores até mesmo ao respirar. tenho medo do que possa ser ,estou apenas com 22 anos e sentindo essas dores fortes. ;/. , estou esperando por exame de raio x há 3 meses pela rede púbica e até agora nada,sem falar dos exames laboratoriais que esperei bastante tempo,graças a Deus essa semana vou fazer.